• Central de Atendimento: (11) 3522-5009

Dimencionar um Provedor VoIP

Soluções em Plataforma IP para montar Provedor VoIP com estabilidade nas ligações

Dimensionar um Provedor VoIP com soluções técnicas certas e inovadoras

Como dimensionar a capacidade da estrutura de um Provedor ou Operadora VoiP?

É necessário contar com a consultoria e assessoria técnica de um Engenheiro de Telecomunicações, além de profissionais da área de sistemas para desenvolvimento de uma ótima Plataforma VoIP ou que tenha condições técnicas de avaliar os sistemas existentes no mercado e escolher aquele que melhor atenda às necessidades do projeto a ser implementado.

I) Servidores para montar provedores VoIP

O dimensionamento correto dos servidores VoIP é muito importante, tanto para a qualidade perfeita das ligações, como também para a facilidade de gestão dos serviços. Outro ponto importante neste momento é a realização de um estudo minucioso, trocando ideias com vários especialistas, para evitar gastos desnecessários na execução do projeto.

Precisamos levar em conta que a plataforma VoIP implementada no servidor, será responsável basicamente por rotear e autenticar as ligações realizadas. Neste quesito temos quatro variáveis que influenciam diretamente na qualidade e clareza do áudio para quem irá ligar e para quem irá receber uma ligação VoIP:

  01) Capacidade do link de internet dedicado full duplex contratado, deverá ser compatível com as necessidades do projeto a ser executado;

  02) Capacidade de processamento dos equipamentos como servidores e placas de redes;

  03) Disponibilidade, estabilidade e qualidade das rotas contratadas para realizar as ligações para a rede fixa e móvel;

  04) Performance da Plataforma VoIP escolhida para realizar o roteamento e autenticação das ligações.

Configuração dos equipamentos sugeridos para a proposta

O servidor escolhido deverá comtemplar uma configuração moderna, com capacidade de processamento e armazenamento compatível com o plano de negócios que será implementado.

A princípio não iremos descrever aqui o equipamento exato, porque este item faz parte de nosso plano de negócio personalizado, de acordo com as condições de investimentos de cada cliente.

Reiteramos somente que a máquina escolhida para ser um servidor VoIP, precisa contemplar um processador possante, uma memória de alta capacidade, uma placa mãe de última geração e disco rígido com a maior capacidade possível de armazenamento. Os demais itens que compõem o kit para montar um servidor VoIP, ficam à escolha da equipe montada para instalar o servidor VoIP e colocá-lo em atividades em um Data Center.

Quanto mais avançado for o modelo do servidor, mais qualidade será alcançada nas ligações VoIP realizadas.

II) Plataforma VoIP, sistema de bilhetagem e os aplicativos para gestão do Provedor VoIP

A Plataforma VoIP é composta de vários módulos e podemos destacar os principais:

  01) Módulo de operadora Nível Master;

  02) Módulo para cadastrar fornecedores e rotas (terminações VoIP);

  03) Módulo para cadastrar rotas de menor custos e customizá-las de acordo com o plano de serviços comercializado para os clientes;

  04) Módulo com Painel de revendas VoIP;

  05) Módulo de gestão completa de assinantes e ramais VoIP;

  06) Módulo de gestão financeira, com diversos relatórios, entre outros;

  07) Módulo de Call Shop com sistema para gestão de cabines telefônicas;

  08) Módulo para gerar e enviar torpedos de voz e sms Marketing em massa;

  09) Sistema para realizar cobranças por boletos, Cartão de Créditos com diversas bandeiras, sistema PayPal, entre outras formas de pagamentos existentes no mercado brasileiro;

  10) Sistema para integração com sites e liberação de conta online para os clientes realizarem a gestão dos serviços adquiridos e controlar as ligações realizadas;

  11) Sistema para realizar vendas pré-paga, como também pós-paga;

  12) O interessado poderá negociar a personalização de itens para a própria plataforma VoIP, com a finalidade de realizar a melhor gestão possível da operadora.

De acordo com o projeto a ser implementado, o nosso sistema tem outras funções especiais, que poderão ser liberadas de acordo com o interesse do parceiro ou cliente.

III) Conceitos importantes sobre sistema de bilhetagem

O sistema de Billing é composto de diversas partes que compõem uma plataforma VoIP completa:

  01) Sistema principal de bilhetagem (Pré-Bilhetagem) - que é responsável pela análise e permissão dada cada cliente para realizar uma ligação. Antes mesmo do estabelecimento e início de uma ligação este sistema identifica em primeira instância se há créditos suficientes na conta VoIP, se o ramal VoIP do cliente está autorizado a realizar uma chamada e quanto tempo ele poderá ficar conectado, após iniciar uma ligação;

  02) Sistema cortador – dispositivo do sistema responsável para realizar o gerenciamento, acompanhar e realizar o termino das chamadas quando o saldo na conta VoIP estiver atingido o valor zero. O funcionamento deste sistema dependerá sempre da forma de tarifação ou cadência do sistema: 1/1, 18/6, 30/6, 60/6, 60/30, entre outras.

  03) Sistema de bilhetagem secundário (Pós-Bilhetagem) – sistema responsável por realizar os cálculos dos valores de uma chamada VoIP após o encerrar a ligação, além de ter o papel de executar todas as modificações necessárias nas tabelas (tarifas VoIP) para uma tarifação perfeita, como também definir as permissões e os valores de cada chamada a ser realizada.

  04) Sistema SAU – módulo de administração de usuários denominado ambiente gráfico. Geralmente este sistema é desenvolvido em PHP. É responsável pela gestão de cadastros de clientes e linhas VoIP, revendas VoIP, fornecedores de terminação VoIP no atacado, emissão de diversos relatórios de contas com detalhamento, sistema de controle de saldo, entre outros.

IV) Porquê do sistema SIP ser o mais utilizado atualmente?

SIP significa Protocolo de Convite de Sessão - é um sistema desenvolvido pela IDTF, logo no início do no ano de 1990, mas foi lançado oficialmente em 1996. Daí para frente, o sistema veio se desenvolvendo e foram incorporadas diversas melhorias como controle de sistemas de conferências adotando a versão atual.

Sistema SIP – protocolo de serviços fim-a-fim, que tem o papel de sinalizar sessões no modelo cliente servidor e enfoca o início, modificação e o final de cada sessão. O famoso protocolo SIP foi desenvolvido para ser um sistema simples, sempre estável, flexível e com alta disponibilidade de serviços VoIP 24/7.

  01) Sistema simples - tem a função de iniciar, modificar e terminar as sessões;

  02) Sistema estável - por permitir várias centenas de sessões ao mesmo tempo, de forma simultânea;

  03) Sistema flexível - por ser um sistema compatível e conseguir interagir com muita facilidade com outros protocolos existentes como: SMTP, HTTP, RTP, SDP, IP, TCP e UDP, entre outros sistemas. O protocolo SIP expandiu para todo o mundo e vem dominando o mercado, por ser um sistema muito moderno e bem mais novo que o protocolo H323;

  04) Sistema com alta disponibilidade – por gerar um rol de serviços de forma permanente e com altíssima qualidade 24/7.

O H323 é um sistema muito robusto, porém muito complexo. É formado pela união de vários fragmentos de protocolos diferentes, além de não ser um protocolo que apresente facilidades para interagir com ouros protocolos.

Já o protocolo SIP foi criado e desenvolvido dentro de uma plataforma que tem como foco a Internet, além de ser um sistema simples, fácil e eficaz. A diferença principal do SIP para o H323, é que o protocolo SIP utiliza 4 pacotes para realizar uma ligação, enquanto o protocolo H323 utiliza 12 pacotes para realizar uma ligação.

V) Sistema de sinalização pelo protocolo SIP

A sinalização pelo protocolo SIP basicamente os quatro métodos a seguir, para estabelecer e finalizar uma chamada:

  01) INVITE - Método inicial do protocolo SIP que solicita o início de uma ligação;

  02) ACK - Método de resposta do protocolo SIP que indica o aceite de uma chamada iniciada ou o não aceite, informando imediatamente o erro correspondente a não realização da chamada iniciada;

  03) CANCEL - Método intermediário do protocolo SIP que realiza a solicitação de cancelamento das chamadas VoIP, antes que as mesmas sejam atendidas pelos destinatários chamados;

  04) Informações trocadas numa chamada SIP: quando um dispositivo ATA solicita um INVITE em uma chamada utilizando o protocolo SIP, um conjunto de informações importantes é trocada entre o aparelho ATA que está originado a chamada, o servidor que está realizando a chamada e o destinatário que está recebendo a chamada.

Considerando este cenário de troca de informações no protocolo SIP, se destaca os seguintes pontos:

  a) O IP do destinatário da chamada;

  b) O endereço IP do dispositivo ATA do destinatário da chamada, como por exemplo: 184.107.195.234: Porta do destinatário;

  c) O número porta específica de recepção de comunicação com o dispositivo ATA do destinatário. Exemplo: 8000 – NAT (tradutor de endereço de rede IP);

  d) A forma de representação boleana que informa em uma chamada VoIP se o cliente possui um endereço de IP público ou se está por trás de NAT.

  e) Qual será o codec utilizado pelo dispositivo ATA do cliente originador da chamada? Quais serão os codecs disponíveis e ativados no destinatário em negociação para completar a chamada e qual será o codec preferencial escolhido para terminar a chamada? Exemplos? G729/G711/G723, etc.

Segurança de um Provedor VoIP e terminação de ligações
A partir de agora iremos tratar dos aspectos de segurança de um Provedor VoIP, para garantir disponibilidade de serviços 24/7/365 dias por ano. Saiba mais

Central de atendimento:

   São Paulo: (11) 3522-5009
   ABC Paulista: (11) 3522-6870
   Minas Gerais: (31) 4063-9068
   Rio de Janeiro: (21) 3527-0246


Continue nossa conversa


Tipo de pessoa